Agreco

21/10/2013

Agreco lança novos produtos

Depois de novidades como as conservas de mini milho e de poronguinho, que têm encantado os distribuidores e os clientes finais da nossa marca, a CooperAgreco planeja o lançamento de vários novos produtos. Uma das grandes expectativas é a linha de comidas para bebês, ou “papinhas”, orgânicas que, em breve, terá sua produção iniciada. As linhas de legumes congelados e pizzas são aguardadas para entrar no mercado ainda em 2013.

Diversificar produção e segmentar as vendas

A CooperAgreco atua no varejo e no mercado institucional, buscando sempre diversificar clientes e produtos. Faz isso para fortalecer as vendas e para diminuir riscos de dependência de um segmento ou circuito do mercado, que podem, sempre, ser afetados por fatores externos. A experiência da nossa organização é que gerou este aprendizado.

Aprendemos, por exemplo, com a descontinuidade do mercado institucional. No passado, o fornecimento de merenda orgânica para escolas da Rede estadual de Santa Catarina foi interrompido bruscamente. A consequência daquele ato unilateral e imprevisível do governo foi ficarmos momentaneamente com uma quantidade de produtos sem possibilidade de escoamento. O PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), por sua vez, teve diversos períodos em que houve atraso na liberação de recursos para novos projetos.

Neste quadro, devemos considerar que se o atendimento para redes de supermercados é bastante exigente, este circuito tem sido seguro para a programação de vendas, além de apresentar crescimento regular e contínuo.

Planejar a produção agroindustrial e gerar novas oportunidades para os agricultores
A estratégia da nossa Cooperativa é garantir, através de um bom planejamento, a produção de matéria-prima para as agroindústrias. Temos verificado, por exemplo, que em determinadas épocas existe excesso de produção de folhosas e a falta de alguns legumes e frutas. Só para se ter uma ideia, no mês de julho passado foram compradas 26 toneladas de tomate orgânico em São Paulo, para que nossas agroindústria pudessem processá-lo e atender à demanda de atomatados da marca Agreco. E isso precisa ser levado em conta pelos agricultores: o bom desempenho das vendas da linha de alimentos processados pelas nossas agroindústrias garante oportunidades para a produção de matéria-prima.

Agricultores, procurem se informar. Para saber mais sobre os produtos com maior demanda, sobre a produção orgânica e sobre preços, basta procurar a coordenação da CooperAgreco ou a equipe técnica da Agreco.

*Fonte: Canal SRL


Conteúdo relacionado: Notícias
DoDesign-s Design & Marketing