Agreco

Tradições dos Imigrantes

Arquitetura tradicional em uma das propriedades integrantes da Agreco

Arquitetura tradicional do Município de Santa Rosa de Lima em Santa Catarina

Os imigrantes que chegaram às Encostas da Serra Geral em meados do século XIX criaram uma diversidade de pequenas fábricas artesanais de constituição familiar. A criatividade surgiu da necessidade de produzir alimentos para a família, numa época em que a Mata Atlântica ainda era soberana.

Por meio das atafonas movidas, na sua grande maioria, por rodas d’água, nossos primeiros colonos italianos se especializaram no preparo da farinha de milho. Os colonos Alemães, por meio de diversos engenhos movidos por tração animal, se especializaram, em produzir o açúcar mascavo e o melado, para adoçar um pouco a vida, além de alambiques para a produção de cachaça. As conservas de legumes eram produzidas para estocar legumes nas épocas de safra e serviam para preparar as refeições rápidas no retorno do trabalho da roça.

Depois de duas gerações, os descendentes mantêm as tradições e os sabores produzindo em agroindústrias que compõem a rede Agreco.


Veja também:


DoDesign-s Design & Marketing Papinhas Agreco e outras novidades para 2015